Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Pergunta de internauta ao nosso site
NA COLAÇÃO DE GRAU DE MEU FILHO, COMO É DE CONHECIMENTO DE MUITOS, FICAM FOTOGRAFOS TIRANDO, SEM PERMISSÃO DOS PAIS DO...
Promotoria cobra reforma no Terminal Central
Uma reunião ontem entre representantes de Ministério Público (MP), Prefeitura, Câmara de Vereadores, Conselho Municipal...
veja mais

 

30/04/2009 - ESPAÇO ABERTO - Remédios e a 'empurroterapia'

'A farmácia alega que não tem o produto prescrito pelo médico ou da preferência do consumidor e empurra o de remédio de 'referência', que logicamente é mais caro'

Sou médico há 52 anos e convivo diariamente com pacientes e seus problemas, principalmente de ordem financeira. Um desses problemas que atingem diretamente o meu interesse e dos consumidores em geral é o preço dos remédios que, além de muito caros, sofrem com frequência a venda sem a ética e muitas vezes desonesta de algumas redes de farmácias.

Tanto é assim que o governo procurando facilitar a venda de produtos de uso contínuo (remédios para baixar a pressão, para controlar o diabete, e outros), criou normas para a venda através das chamadas ''farmácias populares''.

Além disto, criou ainda categorias de remédios sob fiscalização da Agência Nacional da Vigilância Sanitária (Anvisa) e determinou a obrigatoriedade de a farmácia ter a relação dos produtos expostos ao público para facilitar o esclarecimento do consumidor para que possa exercer seu poder de fiscalização quanto às várias categorias de medicamento. O que na prática, penso eu, raramente o consumidor vai conseguir decidir livremente o que é melhor para ele.

O consumidor razoavelmente esclarecido conhece as categorias de medicamentos com os títulos: remédio de marca, geralmente, original daquela categoria; genérico (igual ao de marca, com embalagem específica, padronizada, em geral custando menos que o remédio de marca); o similar (que não é fiscalizado pela Anvisa, respeitando apenas as exigências legais para venda de medicamento) e o medicamento de ''referência'' - aprendi há atrás dias essa categoria, e duvido que os consumidores o conheçam.

Referência é uma categoria igual às outras para permitir que a farmácia, não tendo o medicamento solicitado de nenhuma das categorias acima, faça uma troca por medicamento igual ao prescrito pelo médico ou solicitado diretamente pelo consumidor (troca que só deveria ser feita com a autorização do médico).

Fui informado que essa troca é permitida pela Anvisa, mas pelo visto só o farmacêutico ou balconista conhecem essa categoria. Se levarmos em conta que essa categoria é um entendimento somente entre a Anvisa e a farmácia, pergunto: quem é que garante que a farmácia não vai forçar essa troca, principalmente por um produto mais caro que o prescrito pelo médico? A farmácia alega que não tem o produto prescrito pelo médico ou da preferência do consumidor e empurra o de ''referência'', que logicamente é mais caro.

Essa troca abre possibilidade de serem feitas outras trocas de acordo com a conveniência e interesse comercial da farmácia. Neste caso, o que o consumidor que não concorda com a troca deve fazer? Troque de farmácia.

E foi exatamente o que eu fiz, deixei de comprar o medicamento que não correspondia à minha própria receita e que naquela farmácia custava R$   10,70 e fui a outra farmácia onde comprei exatamente o que eu queria pagando somente R$   4,58 (medicamento prescrito: Diazepan 10mg trocado por Valium 10mg). Além disto, eu tinha o cartão da primeira farmácia, só comprava nela, e diante desse fato devolvi o cartão e lá não compro mais nada.

Exerci a grande vantagem de viver em sociedade capitalista onde a livre concorrência pode e deve favorecer o consumidor. Cabe à indústria e ao comércio aperfeiçoarem a qualidade de seus produtos. Também cabe à Anvisa uma melhor fiscalização sobre as farmácias.

ALCEU SERPA FERRAZ é médico gastroenterologista em Londrina

Alceu Serpa Ferraz

Folha de Londrina – 27-04-2009

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Folha de Londrina
Imprimir   enviar para um amigo
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS C OMPRAS PELA INTERNET – 29.05.2015 -2-
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS C OMPRAS PELA INTERNET – 29.05.2015 -2- 01 Nome Completo: Maria das Graças Pita Ramos E-mail: graca.pita@hotmail.com Cidade: Maceio Estado: AL Conheceu: sites Reclamação: gostaria de falar sobre minha indign
RECLAMAÇÕES DE INBTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS POR COMPRAR PELA WEB – 29.05.2015
RECLAMAÇÕES DE INBTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS POR COMPRAR PELA WEB – 29.05.2015 01 Nome Completo: Elaine Pereira Souza E-mail: elainesouza2012@gmail.com Cidade: Brasília Estado: DF Conheceu: internet - google Reclamação: Dados da Reclamação Nº
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE SE DERAM MAL AO COMPRAR PELA INTERNET – 20.05.2015
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE SE DERAM MAL AO COMPRAR PELA INTERNET – 20.05.2015 01 Nome Completo: joao carlos da silva guedes E-mail: joao.guedess@globomail.com Cidade: mauá Estado: SP Conheceu: internet Reclamação: Prezado senhor João, Em aten
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA WEB – 13.05.2015 – 02
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA WEB – 13.05.2015 – 02 01 Nome Completo: Daiani Pais Azevedo E-mail: daiany100@hotmail.com Cidade: Itapecerica da Serra Estado: SP Conheceu: Internet Reclamação: Boa tarde! Realizei a compra de um c
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DA COMPRAS PELA INTERNET – 13/05/2015 – 02
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DA COMPRAS PELA INTERNET – 13/05/2015 – 02 01 Nome Completo: Elie Marcel E-mail: elie.m_adm@hotmail.com Cidade: Belo Horizonte Estado: MG Conheceu: Busca no Google Reclamação: Voce vai viajar, entao fique alertad
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DA COMPRAS PELA INTERNET – 13/05/2015.
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DA COMPRAS PELA INTERNET – 13/05/2015. 01 Nome Completo: Cristiane Klem Cerqueira E-mail: cristiane_klem@yahoo.com.br Cidade: Rio de Janeiro Estado: RJ Conheceu: Internet Reclamação: No dia 30/04/2015, fiz uma com
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS LUIDIBRIADOS PELAS VENDAS PELA ONTERNET – 10.05.2015
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS LUIDIBRIADOS PELAS VENDAS PELA ONTERNET – 10.05.2015 01 Nome Completo: ROGÉRIO PEREIRA FREITAS E-mail: rogeriovitorioso@bol.com.br Cidade: BRASILIA Estado: DF Conheceu: google Reclamação: fiz a reserva para passar do 01
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA WEB – 02.05.2015 - 4
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA WEB – 02.05.2015 - 4 01 Nome Completo: Railsa Barreto da Silva E-mail: luizrayy@hotmail.com Cidade: Taboao da serra Estado: SP Conheceu: Conhecidos Reclamação: Boa tarde sou cliente Albaruska
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA INTERNET – 03.05.2015
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA INTERNET – 03.05.2015 01 Nome Completo: Constantino Gonçalves Ribeiro E-mail: constantino.g.ribeiro@gmail.com Cidade: Rio de Janeiro Estado: RJ Conheceu: internet Reclamação: Comprei um item vi
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA INTERNET – 02.05.2015 – 3
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS VÍTIMAS DAS VENDAS PELA INTERNET – 02.05.2015 – 3 01 Nome Completo: mary E-mail: marykokay@hotmail.com Cidade: brasilia Estado: DF Conheceu: internet Reclamação: Péssimo atendimento da responsável pelo Canil Stambowsky

Total de Resultados: 14187

Mostrando a página 9 de um total de 1419 páginas

InícioAnterior123456789101112131415161718PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover