Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


Coluna do Leitor – Gazeta do Povo
É impressionante a capacidade do nosso secretário de Segurança em maquiar a situação da segurança pública no Paraná,...
Moradores reclamam de bagunça em bares
Moradores de um prédio na Rua Vicente Machado, no Centro de Curitiba, ficaram surpresos ao sair de casa ontem pela...
veja mais

 
18/12/2010 - 15:17 - Flakar Multimarcas cobra para fazer transferência de carro, mas não faz e a internauta Gisele de Oliveira Achkar está sendo prejudicada

Reclamante:

Nome Completo: Gisele de Oliveira Achkar

 E-mail: gisele.achkar@gmail.com

 Cidade: Santo Andre

 Estado: SP

 Conheceu: google

 

Reclamação

A situação parece cada vez mais grave diante do imenso descaso da Flakar Multimarcas. E me sinto cada vez mais lesada como consumidora.

 

Em 21 de dezembro de 2009, eu efetuei a venda do meu automóvel FIAT UNO MILLE FIRE FLEX, COR AZUL, PLACA DVC 4435 RENAVAN N° 899158579, no valor de 15.000,000 - sendo 1.000,00 para documentação, mediante a troca por outro veículo.

 

O trâmite todo foi realizado na loja da Flakar em São Bernardo e me pareceu uma boa proposta de vender meu Fiat Uno e comprar um zero. A única condição era que eu teria que fazer a documentação pela loja, como regra da Flakar por um valor de 1.000,00 e NÃO TERIA DOR DE CABEÇA. A Flakar obrigada a fazer a documentação pelo próprio despachando e se responsabilizaria por toda a documentação.

Quem me atendeu foi o vendedor Robson que foi sempre atencioso comigo, sob a gerência do Franco.

 

Entreguei o comprovante de compra e venda e assinei tudo conforme orientada.

Acontece que há dois meses de completar um ano, A Flakar ainda não realizou a transferência.

Desde o início do ano tento conversar com os funcionários da Flakar, em vão, pois desde então tenho recebido diversas multas e infrações do novo proprietário que não realizou a transferência.

Levei pessoalmente ao Franco, gerente da loja, que disse que eu não precisaria me preocupar, pois a transferência demoraria três meses pois o Detran estaria mudando de sistema.

 

Liguei diversas vezes para a Camila, pessoa que cuidava da administração e senti um completo descaso. Das 12 horas até 15 horas da tarde, quando eu ligava, ela estava em horário de almoço. Os vendedores que me atendiam eram grosseiros e diziam que não tinham nada a ver com isso. Por fim, quando eu conseguia encontrar a tal Camila, esta se mostrou em total despreparo para atender um cliente, sem saber do que eu estava falando ou quem estava falando, mesmo já tendo falado com ela no dia anterior.

 

Quando recebi a terceira ou quarta multa fui me informar no Poupa tempo, em junho (JÁ HAVIAM SE PASSADO SEIS MESES DA VENDA DO CARRO). Lá, recebi a assistência de fazer comunicado de venda do veículo, coisa que não tinham me orientado na venda do uno e uma carta extrajudicial com aviso de recebimento a ser entregue ao Franco, gerente da loja, com prazo de 30 dias para transferência.

 

Achando que, com um mínimo de consideração ao cliente, vocês tinham feito a transferência, não pude mais ir atrás disso. Até que HOJE, 04 DE OUTUBRO, QUASE UM ANO APÓS A VENDA DO CARRO, RECEBO A COMUNICAÇÃO DO IPVA COM PRAZO DE 30 DIAS PARA MEU NOME NÃO IR PARA O CADIN ESTADUAL POR FALTA DE PAGAMENTO DO IPVA. TOTALMENTE LESADA, É ASSIM QUE ME SINTO E VOU TENTAR A TODO CUSTO AGORA CORRER ATRÁS DOS MEUS DIREITOS.

SE ARREPENDIMENTO MATASSE, EU JÁ ESTARIA MORTA EM TER FEITO NEGÓCIO COM A FLAKAR, POIS PENSEI QUE FOSSE UMA EMPRESA IDÔNEA.

ESSA É MAIS UMA DE VÁRIAS TENTATIVAS DE CONTATO...E DE DESABAFO.

SE TIVEREM AINDA O MÍNIMO DE CONSIDERAÇÃO E RESPEITO PELO CONSUMIDOR, FAÇAM ESSA TRANSFERÊNCIA E ARQUEM COM OS PREJUÍZOS. Cadastro recebido pelo sistema interno do site RECLAMANDO.

 

Resposta

Curitiba, 13 de dezembro de 2010

Prezado (a) Internauta,

Primeiramente pedimos desculpas pela demora em responder a sua reclamação o que foi motivado pelo grande número de reclamações recebidas pelo nosso site cujo sucesso depende da colaboração das vítimas, denunciando os maus comerciantes. Se porventura, ao receber esta resposta você ainda não tenha resolvido o seu problema, faça uma denúncia no PROCON e uma reclamação nos Juizados Especiais Cíveis de sua cidade ou Comarca, sem necessidade de advogado e sem nenhuma despesa a pagar. Você pode pedir uma indenização de vinte salários mínimos por Danos Morais pela falta de respeito ao consumidor.  A reclamação poderá ser igual a esta, basta acrescentar no final o pedido de indenização. Além dos danos morais peça indenização por danos materiais para ressarcimento das multas que você, porventura tenha pago.

Aqui vai um alerta aos internautas:

1.Quando vender um veículo faça você mesmo a transferência ou procure um despachante do Detran de sua confiança;

2. Não confie a transferência ao comprador, principalmente quando o cokprador for a concessioária ou loja de carros;

3. Se contudo, nada disso for possível, redija uma declaração informando que em data (dia,mês e anos) você vendeu o carro cujo número do Renavam e Placas são: ( ...)

4. Regastre essa declaração no Cartório de Títulos e documentos, para servir de prova a terceiros e te livrar de responsaabilidade por multas e reparação de danos em caso desse carro produzir algum dano material a alguém e, principalmente acidente com morte;

5. Comunique também o Detran através de carta registrada com AR.

RECLAMADO (A):  

O (A) RECLAMADO (A) PODERÁ OFERECER RESPOSTA PREENCHENDO O FORMULÁRIO ¨ FAÇA SUA RECLAMAÇÃO ¨  , MAS A MATÉRIA SOMENTE SERÁ REMOVIDA DO SITE A PEDIDO DO RECLAMANTE.   

 

ALERTA DO SITE RECLAMANDO

Antes de comprar, pesquise no site reclamando a idoneidade do site ou loja com quem você pretende fazer suas transações comerciais. Leia atentamente o contrato ou documento, antes de assiná-lo. Para defender seus direitos de consumidor recorra sempre à Delegacia de Polícia de Crimes na Internet; ao PROCON; aos Juizados Especiais Cíveis de sua Comarca; aos Juizados Especiais Criminais de sua cidade ou comarca; ao Ministério Público. Pesquise neste site ou no Google pelas palavras chaves: 10 passos; ou dicas; comprar segura. Tome cuidado com preços muito baixos. ¨ Esmolas demais até os Santos desconfiam¨

José do Espírito Santo Domingues Ribeiro.

VEJA NO LINK ABAIXO PROJETO DE LEI Nº 7.459, DE 2010 DE AUTORIA DO DEPUTADO FEDERAL CELSO RUSSOMANNO VISANDO PROTEGER OS CONSUMIDORES CONTRA SITES QUE OS LUDIBRIAM. PESQUISE PELAS PALAVRAS-CHAVE: RUSSOMANNO- TRAMITA
OU PROJETO.

(http://www.camara.gov.br/internet/sileg/Prop_lista.asp?Autor=523478&Limite=Nhttp://www.camara.gov.br/internet/sileg/Prop_lista.asp?Autor=523478&Limite=N)Autor: Celso Russomanno - PP/SP.Data de apresentação: 8/6/2010
Ementa: Obriga as pessoas jurídicas que comercializem produtos ou serviços pela Internet a informar seu número no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ, e o endereço e o telefone de suas instalações físicas.

Despacho: Às Comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Defesa do Consumidor e Constituição e Justiça e de Cidadania (Art. 54 RICD). Proposição Sujeita à Apreciação Conclusiva pelas Comissões - Art. 24 II Regime de Tramitação: Ordinária

01/12/2010 – Encerrado o prazo para emendas ao projeto. Não foram apresentadas emendas.

16/12/2010  - Devolvida sem Manifestação.

 

 

 

 

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gisele de Oliveira Achkar
Imprimir   enviar para um amigo
voltar  
COLUNA DO LEITOR - GAZETA DO POVO - QUINTA-FEIRA -17/04/2014
Diante de tantos desmandos, é de se perguntar o que seria uma situação anormal no Brasil. Talvez as ações do ministro Joaquim Barbosa? Ou a lembrança de ocorrências danosas aos interesses públicos como, entre outros, os escândalos dos Correios, das ambulâ
Concessões portuárias, um problema sem solução
Outro problema que não foi avaliado pelo governo é que será muito improvável que as áreas de arrendamento que estiverem sendo contestadas na Justiça tenham interessados na concorrência, concluindo na falta de êxito da licitação. Somando o tempo hábil de a
Menos burocracia, mais liberdade às MPEs
Toda a papelada, prazos, carimbos, taxas, documentos, assinaturas e périplo por repartições públicas podem virar coisas do passado para os micro e pequenos empresários e microempreendedores individuais do país se derem certo os planos do ministro Guilherm
Preços dos serviços no Brasil mais que dobraram nos últimos dez anos
Ela completou 59 anos recentemente e teve de reduzir o pacote de itens cobertos pelo plano de saúde. “Além do reajuste anual, acabei de atingir a idade em que a mensalidade do seguro quase dobra”, diz
Assessores se passam por professores para elogiar Beto Richa
Diretor da Ciretran e assessor do prefeito seguraram faixas em nome de professores para destacar investimentos na área. Docente e servidores da Saúde protestaram
FUSÃO DA ALL COM A RUMO PODE DESTRAVAR INVESTIMENTOS
“A companhia resultante terá uma situação financeira melhor [que a verificada atualmente na ALL] e uma melhor perspectiva de conseguir obter junto ao governo a extensão dos prazos das concessões de sua malha ferroviária”, afirma o analista da equipe de Re
Docentes pedem propostas efetivas
“No Paraná, as aulas possuem 50 minutos. Dessa forma para cada 20 horas semanais de trabalho seriam necessárias sete horas de hora-atividade. Hoje são seis horas”, enfatiza Marlei.
COLUNA DO LEITOR- GAZETA DO POVO - 16/04/2014 - QUARTA-FEIRA
Existe chance de a CPI da Petrobras ter bons resultados caso seja exclusiva e sem o aparelhamento do governo do PT e partidos aliados. O governo fez da Petrobras um instrumento de sua política populista, levando a estatal à desvalorização, e tornando-a um
COLUNA DO LEITOR - GAZETA DO POVO - TERÇA-FEIRA - 15/04/2014
Coluna do leitor Adoção Publicado em 15/04/2014 | leitor@gazetadopovo.com.br Tweetar ComentáriosA propósito da pertinente matéria “Condenados ao abandono” (Gazeta, 13/4), é importante lembrar que o Estatuto da Juventude, que definiu jove
COLUNA DO LEITOR - GAZETA DO POVO - SEGUNDA-FEIRA - 14/04/2014
O IBGE não está aceitando numa boa transformar-se numa franquia da empresa de maquiagem da presidente Dilma. Realmente, para profissionais que levam a sério o seu ofício fica muito difícil produzir resultados ao gosto do freguês.

Total de Resultados: 13907

Mostrando a página 1 de um total de 1391 páginas

12345678910PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover