Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


MORADORA SE QUEIXA DE FALTA DE LUZ NA ZONA SUL
A moradora Márcia Teixeira reclama da falta de iluminação na avenida Miguel Stéfano, na altura do número 200, no bairro...
Estoques nos bancos de leite estão baixos
Os bancos de leite humano em Curitiba necessitam de uma maior quantidade de doadoras. Nos hospitais Evangélico e de...
veja mais

 
11/04/2013 - 16:22 - Protagonista em crise

Gazeta do Povo - 07-04-2013

http://www.gazetadopovo.com.br/cadernog/conteudo.phtml?tl=1&id=1360735&tit=Protagonista-em-crise

Antônio More/Gazeta do Povo

Antônio More/Gazeta do Povo / Para conseguir retomar projetos ousados feitos no passado, o Guaíra necessita pelo menos do dobro de dinheiro que recebe hoje do estado Para conseguir retomar projetos ousados feitos no passado, o Guaíra necessita pelo menos do dobro de dinheiro que recebe hoje do estado

Políticas públicas

Protagonista em crise

Ícone do Paraná, Teatro Guaíra sofre com falta de verbas e necessita de um novo modelo de gestão para solucionar problemas

A maior parte da produção cultural brasileira que merece ser vista sobre um palco, os paranaenses viram no Guaíra. A preparação de bailarinos, de atores e de músicos do estado, passa pelo Guaíra. A formação de plateia para a música clássica e para a ópera sempre dependeu do Guaíra. O espaço cultural mais importante e tradicional do estado está às vésperas de celebrar algumas datas importantes: em 2014 se verá os aniversários de 130 anos do Theatro São Teodoro, embrião do espaço atual; 60 anos do Guairinha (Auditório Salvador de Ferrante) e 40 anos do Guairão (Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto). O Guaíra já teve dias melhores, mas continua sendo fundamental para o Paraná. Por isso, a Gazeta do Povo publica a partir de hoje e ao longo do ano reportagens sobre a realidade atual, os problemas, a rica história e os projetos deste espaço público tão especial. Viva o Guaíra.

Quem sobe ao palco do Teatro Guaíra mesmo com as mais de 2.100 cadeiras vazias se emociona com o local, respeitado e adorado por quem lá trabalha e tem o privilégio de atravessar, todos os dias, o imenso palco de 54 metros de largura para iniciar o expediente. Responsável por montagens que marcaram época, como O Grande Circo Místico, de 1983, uma das mais conhecidas coreografias do balé do teatro, que teve músicas especialmente compostas na ocasião por Edu Lobo e Chico Buarque, além de peças como Galileu Galilei, de 1989, com Paulo Autran, o centro cultural passa hoje por uma situação delicada.

Depoimentos

“Meu momento inesquecível foi quando conheci a ‘cozinha’ do Teatro Guaíra. Foi no início da década de 1970, quando estreei como cenógrafo. Convidado para fazer o cenário da peça Angelita, Acabe Logo com Isso Antes Que Se Acabe, de Rogério Bonilha, passei uma semana trabalhando na marcenaria, lá no fundo do Guairinha. Nas artes cênicas, se diz que o autor precisa entender de “carpintaria teatral” para escrever uma boa peça de teatro. Naqueles dias e noites aprendi um pouco, muito pouco, da carpintaria do teatro. Graças a uma equipe de marceneiros que marcaram época em nossos palcos: Panhe, o mestre carpinteiro, Jorge de Lima, Antônio Perevalo, Chapula, Antônio Zampier e Irineu Adami, entre outros bravos maquinistas.”

Dante Mendonça, escritor, autor de livros como Maria Batalhão, Memórias Póstumas de uma Cafetina, jornalista e colunista da Gazeta do Povo.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

“Apresentar-se no Guaíra é sempre estimulante: remete-me a momentos mágicos. A estreia da Sinfônica Estadual na Sala São Paulo, da qual tive a honra de ser solista, repercute até hoje. Esse símbolo da cultura paranaense, que no passado foi referência nacional, bem que poderia revitalizar suas instalações e investir em seus corpos artísticos. Como fã incondicional, torço para que as autoridades competentes entendam essa necessidade. É só uma questão de decisão. A conhecida frase de Friedrich Nietzsche – ‘torna-te aquilo que és’ – aplica-se integralmente.”

Alvaro Siviero, pianista, solista de várias orquestras, como as Filarmônicas de Londres, Budapeste, Praga e Montreal, além da Orquestra Sinfônica do Paraná.

Entre os principais problemas está a falta de recursos, o que dificulta a retomada dessas grandes produções do passado. Hoje, o espaço, que é uma autarquia, recebe do governo do estado, segundo a diretora presidente Monica Rischbieter, R$   1 milhão para fazer toda a programação cultural do Balé Guaíra, Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP) e a G2 Cia. de Dança.

Outros R$   500 mil (que podem atingir R$   1 milhão) são fontes próprias do teatro, como a bilheteria e o aluguel para shows e formaturas. Em outras épocas, o orçamento já foi mais generoso: em 2006 era de R$   4 milhões, mas, naquele mesmo ano, parte do dinheiro foi redirecionado para a construção de bibliotecas cidadãs. O aceitável hoje, comenta Mônica, seria um repasse de R$   2,5 milhões (fora a arrecadação própria). “Não seria o ideal, mas daria para fazer muito mais bagunça e festa.”

Caso o desejo se torne realidade, há projetos elaborados por Mônica e pela diretora artística Mara Moron, além da intenção de retomar ações como o Teatro de Comédia do Paraná, montagens próprias (a última foi em 2000, quando Felipe Hirsch dirigiu Os Incendiários) e o Comboio Cultural, com ônibus que levavam apresentações da OSP e do Balé para o interior. “A gente tem um centro cultural com condições para montar o que quiser. Mas as coisas param quando para o dinheiro”, frisa a diretora presidente.

Burocracia

Por ser autarquia e ter de se submeter a todas as exigências de qualquer outro órgão público, alguns processos acabam engessados, o que vai contra a dinâmica da área cultural, que requer mais agilidade. Além da falta de funcionários (em 1992 eram 494, hoje, são cerca de 180), que não foram repostos em novos concursos públicos – algo fora de cogitação por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina que o Executivo comprometa no máximo 49% da receita líquida corrente com gastos de pessoal; o Paraná está no teto máximo –, os espetáculos precisam seguir o que exige a lei de licitações. “O balé da escola fez uma apresentação com as crianças, e elas tinham uma tiara de joaninhas. Na 25 de Março [rua de comércio popular em São Paulo] custa R$   1,50. Mas não podemos ir lá e comprar, temos de licitar e a empresa precisa ter todas as certidões negativas exigidas. A gente acabou pagando R$   22 cada tiara”, conta Mônica. Hospedar a OSP em cidades do interior é outra tarefa árdua, porque somente algumas cidades têm hotéis com a documentação exigida. “Aí, os músicos precisam ficar em Londrina, por exemplo, e fazer a região, viajando e voltando todos os dias”, diz Mara Moron.

Uma das saídas é a gestão feita por Organizações Sociais (OSs), associações privadas sem fins lucrativos que firmam um contrato de gestão com o governo do estado. Com isso, há flexibilidade maior na contratação (por CLT), facilidade para captação de recursos via Lei Rouanet e menos burocracia. A intenção, segundo o secretário de Cultura Paulino Viapiana é que Balé e Orquestra sejam geridos por OS (um edital para qualificar entidades como OS está aberto pela secretaria). “Não pretendemos terceirizar o Guaíra, ele continuará com as mesmas atribuições. É um equipamento público e assim deve permanecer. Nossa intenção é fazer contratos de gestão para administrar os corpos estáveis.”

Modelo

A administração por OS na área cultural é mais moderna, salienta a coordenadora de extensão cultural da Escola São Paulo de Teatro, Lúcia Camargo. Ela já foi conselheira e diretora do Teatro Guaíra, secretária estadual da cultura do Paraná e diretora artística do Theatro Municipal de São Paulo. “Com OS você tem mais condições de fazer parcerias, conseguir recursos e até contratar músicos de outro país.” Porém, a OS, segundo ela, só é válida quando há programação própria sólida. “Tem de tomar cuidado para que o Guaíra não vire uma casa de aluguel, precisa de equilíbrio.”

Colaborou Rafael Rodrigues Costa

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  Gazeta do Povo
Imprimir   enviar para um amigo
voltar  
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– 29 DE OUTUBRO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– 29 DE OUTUBRO MDE 2017 -01- Assunto: Reclamação via SITE RECLAMANDO de Sahira Branco Data: 26.10.2017 14:18 De: Para:
RECLAMAÇÃO DE EDIVALDO ROCHA
POR FAVOR DR, JOSÉ DO ESPIRITO SANTO, COMO CONSIGO ESSA APÓLICE, ATENCIOSAMENTE, EDIVALDO SILVA ROCHA. E edivaldo.rocha@bol.com.br Responder| dom 08/10, 18:46 Você BOA NOITE PESSOAL DA Checozzi & Advogados Associados! MEU NOME É EDIVALD
RECLAMAÇÃO DE EDIVALDO ROCHA
POR FAVOR DR, JOSÉ DO ESPIRITO SANTO, COMO CONSIGO ESSA APÓLICE, ATENCIOSAMENTE, EDIVALDO SILVA ROCHA. E edivaldo.rocha@bol.com.br Responder| dom 08/10, 18:46 Você BOA NOITE PESSOAL DA Checozzi & Advogados Associados! MEU NOME É EDIVALD
Reclamação contra Revista Abril - Revista Princesa
De : Lurdes Bueno Data: 24/09/2017 17:47 (GMT-03:00) Para: espirito_santo1943@hotmail.com Assunto: Revista abril Sou assinante da revista princesas a anos da editora abril..sempre fiz várias reclamações porqu
RECLAMAÇÃO E ELOGIO DE CONSUMIDOR
Levei à Refrigeração França, foto acima, um bebedouro elétrico marca Beliere, modelo Juninho para substituir uma das torneiras. O aparelho voltou com vazamento. Levei de volta para resolver o problema, mas o vazamento continuava. O diagnóstico técnico fo
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 19 DE AGOSTO DE 2017 -01- Nome Completo: Andreia Borges E-mail: andreia-borges-2012@Hotmail. com Cidade: São Paulo Estado: SP Conheceu: Não conheço só comprei a
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 30/07/2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE COMPRARAM PELA INTERNET E FORAM PREJUDICADOS – RESPONDIDAS EM: 30/07/2017 -01- Nome Completo: ARNALDO BELOTA E-mail: acbelota@gmail.com Cidade: SAQUAREMA Estado: RJ Conheceu: pela internet Reclamação: Quando recebo
RECLAMAÇÃO DE MARIA SAJA CONTRA A OI
MARIA SAJA - saja_maria@yahoo.com.br rua bevenuto gussi, 301 83260-000 matinhos pr ‘’Reclamação contra a OI S.A. Tinha um plano da Oi com os seguintes serviços = 1.“Oi fixo – pacote de minutosfixo-fixo local Pacote de minutos longa distancia com 14
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 06 DE JULHO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 06 DE JULHO DE 2017 -01- Nome Completo: Eleni Soares Domingues E-mail: elenisoaresdomingues@gmail.com Cidade: Campos dos Goytacazes Estado: RJ Conheceu: Google
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 18 DE MAIO DE 2017
RECLAMAÇÕES DE INTERNAUTAS QUE FORAM PREJUDICADOS EM SEUS DIREITOS DE CONSUMIDORES– EM 18 DE MAIO DE 2017 -01- Nome Completo: edivaldo silva rocha E-mail: edivaldo.rocha@bol.com.br Cidade: riacho de santana Estado: BA Conheceu: internet Reclamação:

Total de Resultados: 14184

Mostrando a página 1 de um total de 1419 páginas

12345678910PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover