Palavra Chave:


Conheça mais
    Faça sua reclamação
    Direitos de Família
    Direito Penal
    Direito Civil
    Direito Trabalhista
    Direito do Consumidor
    Direito Previdenciário
    Polícia
    Política
    Direito Procesual Civil
    Direito Previdenciário
    Direito Processual Penal
    Sua Saúde
    Noticias
    QUEM SOMOS
Arquivos
    Publicações
    Petições


CARTAS – Opinião de Leitores da Folha de Londrina
Gostaria que alguém me esclarecesse se um servidor público envolvido em extorsão - como promotores, juízes, professores,...
Táxis rodam com bandeira 2
Os táxis de Curitiba começaram a operar hoje com bandeira 2 durante o dia e a noite, e não mais apenas das 20 às 6...
veja mais

 

26/03/2009 - Pena de morte teve 2.390 execuções no ano passado

A maior parte foi na China, mas há outros 24 países que entram na lista, inclusive os EUA

LONDRES (AFP) — Em 2008, 2.390 pessoas foram executadas por serem condenadas à pena de morte em todo o mundo, três quartos delas na China; a Belarus continua sendo o único pais europeu a aplicar a pena capital, segundo relatório da Anistia Internacional publicado ontem. Em seu informe anual, a organização de defesa dos direitos humanos, com sede em Londres, registrou 2.390 execuções em 25 países, ou seja, sete por dia, no ano passado.

No mesmo período, 8.864 pessoas foram condenadas à morte. Apenas cinco países – a China, o Irã, a Arábia Saudita, o Paquistão e os EUA - são responsáveis por 93% dessas execuções, segundo a Anistia.

Sozinha a China realizou pelo menos 1.718 execuções, ou seja 72% do total mundial. A Anistia considerou, no entanto, que esse dado foi subestimado, em razão do sigilo que o cerca.

A Ásia é o continente em que a pena de morte é mais frequentemente adotada; 11 países (Afeganistão, Bangladesh, China, Indonésia, Japão, Coreia do Norte, Malásia, Mongólia, Paquistão, Cingapura e Vietnã) a aplicam.

Ao contrario, Belarus é o único país da Europa e da Ásia Central a utiliza-la, depois que o Uzbequistão a aboliu. Esse antigo país do bloco soviético executou quatro pessoas em 2008, segundo a Anistia.

Os EUA realizaram 37 execuções ano passado (18 somente no estado do Texas). Mas este é o menor número desde 1995, e esta cada vez mais claro que os EUA estão abolindo progressivamente da pena capital, indicou a Anistia.

Dois terços dos Estados do planeta renunciaram à pena de morte, e dos 59 países em que ela continua legalmente em vigor, somente 25 a aplicam.

"A boa notícia é que só um pequeno número de países procede as execuções, sinal de que avançamos rumo a um mundo sem pena de morte", comentou Irene Khan, a secretária-geral da Anistia. A causa abolicionista sofreu dois reveses em 2008. São Cristóvão e Neves se tornou o primeiro Estado do continente americano, fora dos EUA, a aplicar a pena de morte desde 2003. Na África, a Libéria restabeleceu contra duas pessoas condenadas por roubo e ato de terrorismo.

O Oriente Médio e o norte da África são, depois da Ásia, as regiões onde o maior número de pessoas foram condenadas a morte (508).

O Estado do Paraná – 24-03-2009

Inserida por: Dr. Espirito Santo fonte:  O Estado do Paraná
Imprimir   enviar para um amigo
Maioridade penal
Maioridade penal João Baptista Herkenhoff Discute-se neste momento a redução da maioridade penal. Se ocorrer a mudança constitucional que vai permitir o apenamento de menores, supõem os defen
A favor da vida
A favor da vida João Baptista Herkenhoff Sou a favor da Vida. Contra a pena de morte e a guerra. A favor de políticas públicas que favoreçam o parto feliz e a maternidade proteg
Plenário do STF vai julgar subtração de um par de chinelos
Plenário do STF vai julgar subtração de um par de chinelos Salvar • 164 comentários • Imprimir • Reportar Publicado por Luiz Flávio Gomes - 1 dia atrás 138 A subtração de um par de chinelos (de R$   16 reais) vai monopolizar, em breve, a atenção dos onz
A lei penal é como a serpente, só pica os descalços
Seja de que natureza for, aqui na Terra manda a sensibilidade humana que a subtração de um par de chinelos de R$   16 reais deve ser arquivada prontamente, por meio de um habeas corpus de ofício. A matéria constitucional aqui existente
Justiça Federal condena 45 pessoas investigadas na Operação Curaçao
Justiça Federal condena 45 pessoas investigadas na Operação Curaçao Operação foi deflagrada em 2009 pela Polícia Federal, após investigações em conjunto com a polícia da Holanda. Condenações foram por crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro
As incertezas jurídicas da Lei Anticorrupção
especial As incertezas jurídicas da Lei Anticorrupção Norma não criou novas condutas ilícitas e maior mudança legal está na condenação de empresas independentemente de dolo ou culpa. Aplicação ainda gera dúvidas 06/06/2014 | 00:06 | Talita Boros V
Câmara dos Deputados aprova Lei da Palmada
Legislação Câmara dos Deputados aprova Lei da Palmada Lei seguirá para análise do Senado. Projeto prevê que pais que agredirem fisicamente filhos devem ser encaminhados a cursos e tratamento psicológico Xuxa faz coração com as mãos após ser critic
O linchamento dos linchadores
O linchamento dos linchadores Publicado em 04/06/2014 | Rodrigo Faucz Pereira e Silva O caso de Fabiane Maria de Jesus causou indignação em todo Brasil, chamando atenção para uma questão que merece uma maior reflexão por parte da sociedade: o ansei
Aborto: eufemismos, ambiguidades e incoerências
O passo seguinte foi a ambiguidade. No esforço por transformar o crime de aborto em direito, foram criados os “direitos sexuais e reprodutivos”. Nessa expressão ambígua pode incluir-se o direito de uma mulher a não ser estuprada
Crimes eleitorais sob a mira do MP
EDITORIAL Crimes eleitorais sob a mira do MP Decisão do Supremo Tribunal Federal garante que o Ministério Público possa iniciar processos investigativos contra crimes eleitorais sem autorização prévia da Justiça Publicado em 28/05/2014

Total de Resultados: 1830

Mostrando a página 1 de um total de 183 páginas

12345678910PróximoFinal

  Cadastre seu email e receba as novidades do reclamando.com.br
Cadastrar | Remover